BREVE HISTÓRIA

Há nove anos, a unidade terapêutica Casa do Oleiro, sem fins lucrativos, vem contribuindo com ações e práticas para a diminuição do sofrimento na vida dos indivíduos e das famílias atingidas pela dependência química, de forma multidisciplinar, com normas restritas, independente de quaisquer condições, o nosso objetivo é oferecer apoio, tratamento e reinserção social a usuários e famílias que tem sofrido com o problema da dependência química.

Filiada a CRUZ AZUL NO BRASIL, a Casa tem como base a convivência entre os pares, o amor e o perdão, e crendo sempre que é possível ter novas oportunidades e que nunca é tarde para recomeçar, é que a associação vem ajudando várias pessoas com carinho, conforto espiritual e apoio terapêutico.

Pesquisas mostram que no Brasil: 65% dos acidentes, 25% dos roubos, 65% dos homicídios, 85% dos incêndios e 35% dos atentados aos costumes são causados por pessoas com seu estado alterado por alguma substância psicoativa (álcool, maconha, cocaína, crack, remédios etc).

Estudos realizados pela a Organização Mundial de Saúde (OMS, 2006) indicam que 10% de qualquer população, independente da raça, sexo ou nível socioeconômico apresenta dependência de algum tipo de droga. Pesquisas da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (ABEAD, 2008) revelam um número assustador e crescente: cerca de 17 milhões de brasileiros dependentes.

A Instituição é representada pelo Pr. José Gouveia de Oliveira, que vivenciou a dependência química por 24 anos, ao conseguir sua libertação, decidiu dedicar a vida ao resgate de outros vidas através da sua experiência que teve no inicio em Imperatriz-MA, de onde é natural.  Quando veio o convite para assumir a direção da Comunidade Terapêutica Casa do Oleiro, há dez anos, o já ordenado  pastor, pensou em um programa de recuperação que trabalhasse também o caráter e não só a recuperação de dependentes. Para isso, ele usou suas experiências no vício, da sua recuperação, os ensinamentos que aprendeu na igreja e os estudos que realizou na área.

E o que se vê são resultados satisfatórios, com o maior índice de recuperação do Estado do Piaui, e estando entre os 20 maiores resultados no Brasil, a instituição avançou e hoje funcionamos com a SEDE em Teresina-PI, também com filiais em Uruçui-PI e Luis Correia-PI, atualmente temos a capacidade geral de acolher até 350 pessoas, sendo Masculinos Adultos, Adolescentes Masculinos e Femininos Adultos.

Temos por responsabilidade incorporar em nossa metodologia de trabalho os objetivos previstos nos capítulos da Política Nacional sobre Drogas. Temos por função a oferta de um ambiente protegido, técnica e eticamente orientado, que forneça suporte e tratamento aos usuários abusivos e/ou dependentes de substâncias psicoativas, durante período de 6(seis) meses dividido por fases de acordo com programa terapêutico.  Adotamos o princípio da responsabilidade compartilhada, assumindo a cooperação para com o governo e a sociedade.

Tem-se prezado por cumprir o papel de uma instituição idônea colaborando para a construção de uma sociedade livre dos malefícios que as drogas causam, portanto o projeto terapêutico da instituição tem o objetivo de desenvolver as seguintes açoes:

  •  Promover um trabalho de prevenção junto as escolas com palestras informativas visando minimizar os riscos de um possivel desvio na conduta dos mesmos e evitando maiores prejuizos no futuro;

  • Promover tratamento, acompanhamento, e orientação aos usuários de substâncias psicoativas;

  • Acompanhar e orientar amigos, familiares e a comunidade em geral acerca da dependência química e suas especificidades;

  • Proporcionar reinserção social de forma digna e com acompanhamento necessário;

  • Desenvolver potencialidades dos acolhidos dentro do processo terapêutico observando as especificidades de cada um;

  • Promover a reinserção social ;

  • Estimular a reflexão junto aos acolhidos a questão dos malefícios respeitando a subjetividade de cada um;

  • Reconstruir e fortalecer os vínculos familiares.

MISSÃO

VISÃO

FILIAÇÃO:

PARCERIAS: